Automotivo

Novo Cadillac da GM

O veículo terá alumínio fornecido pela Novelis e definirá novos padrões na produção de carros de luxo da marca

Sophia de Mattos 21/07/2016
A+ A-

Mais uma vez, a indústria do alumínio sai na frente e se mostra apta a desenvolver soluções inovadoras para o setor automotivo. A Novelis, empresa fornecedora de laminados e reciclagem de alumínio, anunciou mais uma novidade para o mercado: o novo Cadillac da General Motors (GM) terá 62% de alumínio produzido pela empresa e será o primeiro veículo da montadora composto por materiais mistos. Parceira de grandes nomes do setor automotivo, a Novelis tem participado de modelos icônicos como o Ford F-150, a Range Rover e Jaguar XE.

O Cadillac CT6 2016 terá o alumínio como protagonista em toda a sua estrutura. Produzido na América do Norte e na Ásia, o metal também estará presente nos painéis externo do chassi, no compartimento dos passageiros, nos tetos, pisos e portas. Além disso, irá conter um sistema de tração traseira e a uma carcaça integramente de alumínio. A fábrica da Novelis em Kingston, no Canadá, fornecerá o metal para a GM em Detroit (EUA). Já a GM de Xangai, terá o alumínio proveniente da unidade de Chanzchou (China).

Em nota oficial, o vice-presidente Global de Automotivos da Novelis, Pierre Labat, alega que a multinacional tem orgulho de ser líder no fornecimento de alumínio para este programa veicular nos dois continentes. “A Novelis vem fornecendo soluções em alumínio automotivo para veículos premium e de alta performance há mais de 40 anos e o Cadillac CT6 possui uma das estruturas veiculares mais avançadas em que já trabalhamos”, ressalta o executivo.

Com as técnicas avançadas de união da Novelis e a tecnologia exclusiva em soldagem de alumínio a ponto da GM, o CT6 2016 terá mais leveza em sua estrutura veicular – com 100 kg a menos em comparação ao Cadillac CTS Sedan, de tamanho semelhante mas produzido em aço. Entre as técnicas utilizadas estão a solda a laser, parafusos de perfuração térmica, rebites autofurantes, além de 183 m de adesivos estruturais avançados. O carro contará com uma das mais modernas misturas de metais do setor, que proporcionará 10% mais rigidez em comparação aos demais modelos de luxo do mercado.

A cada ano, as montadoras estão buscando novos meios de reduzir o peso dos veículos e, ao mesmo tempo, de ampliar a resistência da estrutura e eficiência no uso do combustível. De olho nesse pontencial, desde 2011 a Novelis tem investido para triplicar a sua produção em soluções mistas de peso reduzido, e já prevê um aumento no uso global de alumínio automotivo até o final de 2020 – atualmente cerca de 180 modelos são feitos de chapas de alumínio da companhia.

Em tempo: na ExpoAlumínio deste ano a Novelis trouxe para a feira o modelo Audi R8 – veículo com capô, portas, porta-traseira, para-lama e teto feitos em alumínio. O uso intensivo do metal proporcionou leveza ao carro e, consequentemente, reduziu o consumo de combustível e a emissão de gases do efeito estufa. As estruturas de alumínio do automóvel foram produzidas com ligas de série 6000.

Audi R8. Divulgação: Novelis
Audi R8. DIVULGAÇÃO: Novelis

Além de um conceito mais “verde” de veículo, a Novelis provou mais uma vez que a sustentabilidade impõe-se às estratégias da empresa. Este ano, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) certificou empresas do território brasileiro em diversos setores que se responsabilizam com a redução da pegada de carbono e uso de água na produção industrial. A Novelis, por sua vez, foi uma das empresas do âmbito do alumínio que adquiriram a certificação por demonstrar compromisso com o meio ambiente. Assim, as chapas confeccionadas pela companhia possuem um atestado de baixo índice de carbono que, com base na identidade da Novelis, também confere alto índice de conteúdo reciclável. Mais um motivo que a deixa à frente aos mercados externos e internos que atua.

Quer saber mais informações sobre empresas da indústria do alumínio que receberam o certificado da Pegada de Carbono da ABNT? Confira a matéria: Projeto piloto de certificação de pegada de carbono abre caminho para que a indústria brasileira ganhe competitividade frente aos mercados mais exigentes

Assine nossa newsletter Receba as novidade da Revista Alumínio
Formulário de Newsletter