Notícias Pelo Mundo

Arte e ciências com alumínio

Instalação de artista francês Marc Fornes usa da leveza e resistência do material para criar uma obra diferenciada

10/03/2017
A+ A-

Há muito mais entre ciência e arte do que se pode imaginar. E é isso que mostra a instalação permanente do artista francês Marc Fornes, no Orange County Convention Center, na Florida. “Under Magnitude” é feita inteiramente com chapas de alumínio e fica pendurada acima da entrada principal do centro artístico.

Além de trabalhar com arte, Fornes também ministra aulas nas Universidades de Harvard e Princeton, assim como na Columbia e Carolina do Sul, com um foco em materiais computacionais. Por isso, seu trabalho com alumínio reflete também a proximidade com a ciência. O artista escolhe o alumínio para a maior parte de suas criações, porque aposta, principalmente, na leveza e resistência do material.

Não à toa, são 4.062 tiras de alumínio, chamadas de “listras estruturais” pelo criador, que dão a forma de coral para a instalação que ocupa os dois andares do centro. A cor branca brilhante foi escolhida por Fornes para que interagisse com a luz do dia, que entra pelas janelas do ambiente. Dessa forma, a instalação ganhar formas diferentes de acordo com a iluminação natural.

A espessura não passa de um milímetro e a curvatura das chapas, que estão tensionadas nas dobras, garante a força da obra. Cada “listra” obtém estabilidade estrutural com um alto grau de curvatura sozinha e, em seguida, altos graus de dupla curvatura quando tomadas em acumulação coletiva, resultando em extrema rigidez estrutural.

Todo o trabalho de Fornes tem como base os princípios explorados pelo arquiteto alemão Frei Otto, que estudou os efeitos da aplicação de dupla curvatura em um material para garantir o aumento de sua resistência e performance estrutural.

Além desta obra, ainda em construção, na Florida, o francês Fornes desenvolveu uma peça que serve como porta de entrada para um parque de 100 anos no Texas. Concluído em 2016, o projeto “Spineway” usou mais de 1.000 telhas de alumínio perfuradas montadas com quase 20.000 rebites.

Outro projeto em Argeles, França, foi construído a partir do alumínio perfurado para a área de recreação ao ar livre de uma escola. “Estas construções são, geralmente, mais finas do que parecem, mas ao mesmo tempo você pode caminhar sobre elas que a resistência é garantida. Por isso utilizamos o alumínio”, confirma Marc Fornes.

Assista abaixo ao processo de criação e montagem da instalação Under Magnitude:

Assine nossa newsletter Receba as novidade da Revista Alumínio
Formulário de Newsletter